19 de outubro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

coluna Xadrez

Fundo Mundial aprova US$ 6 milhões para Rio Meia Ponte

Publicado por: Rubens Salomão | Postado em 19 de outubro de 2019
Bastidores da política com o jornalista Rubens Salomão

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável apresentou no fim de agosto projeto junto ao Global Environment Facility - GEF (Fundo Mundial para o Ambiente) para a recuperação do Rio Meia Ponte. O foco do trabalho, que poderá ser iniciado já em 2020, é o combate à poluição urbana em Goiânia e a degradação ambiental na bacia. O pedido foi encaminhado pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento ao fundo, com sede em Washington (EUA), que disponibiliza até US$ 20 milhões. “Tivemos a aprovação e agora dependemos do cumprimento de etapas burocráticas junto ao Ministério. O recurso não será suficiente, mas é ajuda importante para iniciarmos ações de recuperação”, afirma a secretária. Como antecipado pela Xadrez em junho, uma chamada especial do GEF é realizada e o projeto goiano captará US$ 6 milhões.

Lucro X Meio

O fundo global tem interesse objetivo em incentivar iniciativas que provem ser possível produzir ‘commodities’ (produtos com valor no mercado internacional) sem agressão ao meio ambiente.

Quando?

Depois da aprovação do projeto para o Meia Ponte, um detalhamento será definido até março de 2020, pelo prazo do GEF, com ações efetivas ainda no primeiro semestre.

Parceria

Além do que a secretária chama de “nova relação da cidade com o rio”, o projeto prevê parceria de produtores das cadeias de gado e soja, com recuperação das áreas de preservação e reservas.

Ao fim

O deputado Talles Barreto (PSDB) apresentará hoje, finalmente, o resultado final da CPI das faculdades, que iniciou trabalhos ainda na legislatura passada para apurar instituições fraudulentas em Goiás.

Pressão

Foi denúncia à CPI que originou investigação da Polícia Civil de Goiás até a deflagração ontem da Operação Darcy Ribeiro, que mirou fraude e sonegação de impostos em faculdades em Goiânia e Aparecida de Goiânia.

Amplitude

AS instituições também além emitiram de certificados de conclusão de cursos superiores irregulares. Pelo menos 13 mil diplomas irregulares teriam sido emitidos em 18 meses, segundo a apuração policial.

Bate o fio

Depois de apontar a falta de assinaturas em emenda da UEG em PEC, o deputado Cláudio Meirelles (PTC) agradeceu na tribuna pela ligação feita a ele pelo presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira (PSB), com o alerta.

Entrosamento

A acusação de Cláudio logo foi confirmada por Vieira, que impediu a votação da PEC com jabuti. A redução na vinculação para Educação teve, portanto, tramitação zerada.

CURTAS

- Otávio Lage Filho (Adial) condenou o que chamou de “argumentos maliciosos” para mudar lei de incentivos fiscais.

- Avaliação se refere à rediscussão sobre os benefícios, confirmada pelo governo para este mês.

- Relator da reforma tributária no Senado, Roberto Rocha (PSDB-MA) pretende entregar relatório nas próximas duas semanas.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar