GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

coluna Xadrez

Wilder Morais desiste de buscar apoio de Ronaldo Caiado

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em 11 de outubro de 2020
“Não tenho disposição para compor e trocar qualquer coisa. Não penso em 2022 e, por isso, estou com minha chapa definida”, define Wilder| Foto: Takeshi Gondo

“Minha história se construiu sozinha”, afirma Wilder Morais (PSC) sobre a tentativa sem sucesso de buscar o apoio de Ronaldo Caiado (DEM) em Goiânia. Ainda como secretário de Indústria e Comércio, Wilder articulava intensamente para que, na hipótese de aposentadoria de Iris Rezende, recebesse o apoio do governador. Só que, agora sem o prefeito no páreo, o núcleo palaciano sequer considera nos bastidores a aliança entre DEM e PSC na capital. Como antecipado aqui, das três possibilidades cogitadas, o DEM tem preferência, por enquanto, por composição com o senador Vanderlan Cardoso (PSD), com candidatura própria do deputado federal Zacharias Calil como alternativa. As sinalizações ao MDB, de Maguito Vilela, seguem paralisadas. “Não tenho disposição para compor e trocar qualquer coisa. Não penso em 2022 e, por isso, estou com minha chapa definida”, define Wilder.

Às suas marcas

A ex-deputada Iris de Araújo tuitou: “alea jacta est” – do latin: “a sorte foi lançada”. Personagens postos, resta saber o caminho da base caiadista e, claro, dos iristas.

Esporte

Maguito Vilela já faz promessas para possível mandato. Diz que pretende “investir no esporte amador e profissional” e que fará museu do futebol para contar a história dos clubes goianos Goiás, Vila Nova, Atlético e Goiânia.

Bola levantada

O deputado Virmondes Cruvinel (Cidadania) montou cavalo arriado diante do discurso de Maguito sobre “cidade inteligente”. “O partido, cheio de medalhões, assina atestado de que a cidade está com a gestão atrasada”.

No popular

Virmondes ainda aponta para inclusão da tecnologia na gestão em Goiânia e que a cidade, neste sentido, “está empacada”. Segundo ele, a administração não tem “visão de futuro” e questiona: “por que não fizeram antes?”.

Tucano lá

Maguito Vilela convocou o ex-deputado estadual pelo PSDB e ex-secretário de Marconi Perillo, Honor Cruvinel, para se sentar ao seu lado no anuncio da pré-candidatura.

Orientações

O conselheiro aposentado do TCM tem relação próxima com Vilela, construída principalmente durante a gestão na prefeitura de Aparecida de Goiânia, quando Honor o aconselhou com dicas para evitar processos.

Sem valor

O deputado federal José Nelto (Podemos) aponta que a proposta de reforma administrativa, como enviada pelo governo federal ao Congresso, sem a inclusão de políticos, ministros, juízes, promotores e militares “não vale nada”.

Inclusão

“O alto escalão do funcionalismo público não pode ficar fora da reforma”, reagiu o parlamentar, criticando a “mamata da classe política, das corporações militares e da magistratura, que recebem altos salários”.

CURTAS

- A Polícia Federal deflagrou a Operação Pravum, contra esquema de fraudes na obtenção de aposentadoria rural.

- As irregularidades teriam ocorrido na Agência da Previdência Social (APS) de São Simão. A ação teve apoio do INSS.

- Divisão: Além dos apoios, a ausência dos emedebistas Clécio Alves e Bruno Peixoto foi destaque na apresentação de Maguito Vilela.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar