coluna Xadrez

Orçamento do Estado aponta déficit de R$ 3,82 bilhões

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em 26 de janeiro de 2020
A estimativa consta do projeto de lei orçamentária que foi lido ontem no plenário da Assembleia Legislativa | Foto: Reprodução

Venceslau Pimentel 

Pelo terceiro ano consecutivo, dentro do mandato do governador Ronaldo Caiado, a receita do Estado vai registrar déficit orçamentário. De R$ 6 bilhões, em 2019, passa para R$ 3,82 bilhões em 2021, de uma receita total de R$ 30 bilhões. A estimativa consta do projeto de lei orçamentária que foi lido ontem no plenário da Assembleia Legislativa. As projeções de receita, na concepção da secretária da Economia, Cristiane Schmidt, foram feitas “em um ambiente de grande crise fiscal e incerteza econômica, agravada pela emergência de saúde pública decorrente da pandemia ocasionada pelo novo Coronavírus". 

Pode mudar 

Ainda de acordo com a titular da pasta, esse cenário deve ser visto com cautela, pois, segundo diz, “não é desprezível" a possibilidade de haver ajustes ou adequação na peça orçamentária. 

Conta pesada 

Para dar fôlego ao Governo, a intenção é ingressar no Regime de Recuperação Fiscal do governo do presidente Jair Bolsonaro, em 2021, por conta do desembolso de R$ 3, 41 bilhões com o serviço da dívida pública estadual, financiamentos e refinanciamentos. 

Sangue novo 

Dois candidatos a vereador que participaram do Politizar, um projeto da Alego em parceria com a UFG, que simula trâmites dos processos legislativos, foram eleitos no Estado. 

De fora 

Dos partidos que passaram a apoiar Maguito Vilela, apenas o DC não conseguiu convencer o ex-candidato Gustavo Gayer, quarto colocado na disputa, a seguir orientação partidária. Ele permanece neutro no segundo turno. 

Gastos 

Pelo total de recursos recebidos pelo candidato Maguito Vilela, conforme dados do TSE, chegou a R$ 1.359342,00, e Vanderlan Cardoso, R$ 2.566.000,00. O pessedista tirou do próprio bolso R$ 898 mil. Não há registro de aplicação de dinheiro próprio do emedebista na campanha. 

A confirmar 

A agenda de campanha de Vanderlan Cardoso não traz a participação de Ronaldo Caiado, nesta quinta-feira, a três dias da eleição. Mas é aguardado, amanhã, em adesivaço.  

Rasante 

Petistas de Goiânia e vizinhança aportam em Anápolis, nesta reta final da campanha, para dar suporte ao candidato Antônio Gomide, que perdeu a dianteira para o adversário Roberto Naves (PP). 

Proteção  

Para acolher denúncias de assédio e violência doméstica, o prefeito Iris Rezende baixou decreto criando a Ouvidoria Especializada de Atendimento à Mulher Servidora da Prefeitura de Goiânia. 

 

CURTAS 

- Alinhado politicamente ao presidente Bolsonaro, o deputado estadual delegado Humberto Teófilo tem projeto que veda vacina obrigatória contra Covid-19 em Goiás. 

- A propaganda política, por meio de reuniões, comícios e uso de sonorização fixa, termina hoje.  

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar