Domingo, 25 de agosto de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cidades

Maionese com azeite de pequi é foco em pesquisa da UFG

Postado em: 27-11-2017 as 14h15
Produto aproveita os benefícios do ingrediente para o corpo humano

Pensando em alternativas para o consumo do pequi no cenário nacional, uma pesquisa da Universidade Federal de Goiás (UFG) desenvolveu uma maionese à base do azeite de pequi. O resultado final do produto mostrou-se compatível com a tradicional maionese, que é muito consumida em todo o mundo e elaborada com óleo de soja. O produto também manteve a vantagem de conservar as propriedades benéficas ao corpo humano do azeite de pequi.

A novidade é resultado de um trabalho desenvolvido na Escola de Agronomia da UFG, que teve a participação da mestranda Mara Lina Rodrigues. A pesquisadora percebeu que o aquecimento do óleo de pequi prejudicava a atuação antioxidante do produto no corpo humano, uma das principais características benéficas do ingrediente. “Começamos a buscar uma alternativa para aproveitar o azeite de pequi de forma que ele não passasse por aquecimento. Chegamos então à maionese, um alimento feito com óleo mas que não utiliza fogo em seu processo de fabricação”, explicou.

A partir daí, o grupo realizou diversos testes e chegou a uma formulação que evidencia o sabor do azeite de pequi, sem comprometer as características tecnológicas da maionese.

Premiação

A pesquisa foi escolhida pelo Congresso Brasileiro do Processamento de Frutas e Hortaliças como o melhor trabalho do evento. A escolha se deu porque a maionese é  um produto de grande consumo em todas as faixas etárias e, neste estudo, aproveitou o derivado de um fruto típico do Cerrado sem comprometer as características funcionais do azeite. 

Foto: Divulgação/Maria Lina Rodrigues

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja buscar