16 de novembro de 2018 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cidades
Seduce
07/03/2018 | 06h00
Programa vai reformar 450 escolas
Foi lançado ainda aplicativo para ajudar pais no acompanhamento escolar dos filhos

Márcio Souza*


A Secretária de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce), Raquel Teixeira, juntamente com o governador de Goiás, Marconi Perillo e do vice, José Eliton, anunciaram durante o Programa Educação Inovadora o repasse de quase R$ 48 milhões para reformas de 450 escolas de 22 cidades do Estado, oriundos do Tesouro Estadual. Além disso, foram entregues também 1,7 milhão de cadernos do Aprender +, junto com o lançamento do Plano Estadual de Inovação e Tecnologia na Educação.  A solenidade ocorreu no Ginásio Goiânia Arena. 

As escolas a serem reformadas por meio do recurso estão nas cidades de Águas Lindas de Goiás, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Caldas Novas, Catalão, Cidade Ocidental, Formosa, Goianésia, Goiânia, Itumbiara, Jataí, Luziânia, Mineiros, Novo Gama, Planaltina, Rio Verde, Santo Antônio do Descoberto, Senador Canedo, Trindade, Valparaíso de Goiás.

Marconi Perillo acredita que as reformas nas escolas devem melhorar o nível de Educação em Goiás. “Tivemos boas avaliações do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Desde 2011, Goiás sempre está entre os primeiros estados quando o assunto é Educação. Acreditamos que em 2017 ficaremos em primeiro lugar na avaliação do Ideb no Brasil”. 

O Governador ressaltou ainda a criação de outro programa com o objetivo de estimular alunos, sobretudo, de periferia, a permanecer em sala de aula, diminuindo o número de evasão escolar. Marconi anunciou também a construção de 50 novas escolas em Goiás. 

A escola Integral na cidade de Rio Verde em que estuda Igor Vasconcelos, de 15 anos, é uma das contempladas pela reforma. Segundo ele, os alunos têm que fazer as refeições em sala de aula, pois a escola não tem refeitório. “Nos organizamos na hora do almoço para poder se alimentar. Infelizmente, a escola carece de muita coisa, e o refeitório é uma das melhorias que mais precisamos”, afirma. 

A professora Maria Regina da cidade Alvorada do Norte, também comemora com a reforma da escola onde leciona. “Estamos muito felizes pela reforma de nossa escola, há tempos a instituição não recebia investimentos. Acredito que quando a escola está bonita, propicia um ambiente mais agradável, e dessa forma o aprendizado também é bem melhor”, diz. 

Além de Marconi Perillo, Zé Eliton e Raquel teixeira, participaram do evento a primeira-dama Valéria Perillo, o presidente do Conselho Estadual de Educação, Marcos Elias, os especialistas em Educação Anna Penido, do Instituto Inspirare; Américo Mattar, da Fundação Telefônica Vivo; Rafael Parente, da Aondê; além de deputados, prefeitos, superintendentes, coordenadores regionais, diretores, professores e alunos da rede.

Aplicativo Palma da Mão

Na solenidade foi lançado também o aplicativo Palma da Mão, com o intuito de aproximar os pais, os aluno, e professores ao ambiente escolar. A superintendente de Integração Tecnológica da Informação, Rosana Cerosino, apresentou o aplicativo.  De acordo com a secretária Raquel Teixeira, com a ferramenta, os pais poderão acompanhar o aluno em suas atividades escolares de forma prática. “Nós resolvemos fazer esse aplicativo, porque notamos que mais de 50% das matriculas em escolas foram feitas pelo celular”. Segundo ela, com o dispositivo, os alunos poderão acompanhar vídeos, além de encontrar aulas de reforços.  “O aluno que assiste a aula e tem alguma dúvida, pelo próprio celular ele pode rever o conteúdo que foi dado. Os pais acompanham o desenvolvimento do aluno na escola na palma da mão, por um clique”, reitera.

Ela falou ainda sobre o caderno Aprender +. Um caderno de atividade em que o aluno escreve e lê. “O tempo do professor escrever na sala de aula e o aluno copiar, acaba. O livro do professor é igual do aluno. O aluno faz toda a atividade no caderno, que é descartável ele não é aproveitável no ano seguinte.  No caderno do professor o aluno recebe todas as orientações de aulas, eixo temáticos, as lições do dia, boletins”. 

O vice-governador disse que as novidades anunciadas no evento vão trazer ganhos importantes para o Estado. “Fiquei admirado com as plataformas apresentadas aqui. A Inovação deve ser uma busca constante” disse José Eliton. (Márcio Souza é integrante do programa de estágio do jornal O Hoje)  

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)