Sábado, 24 de outubro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cidades

Conselheiro aponta irregularidades na escolha de consultores pelo Sebrae, em Goiás

Postado em: 20-11-2019 às 18h25
Um relatório apresentado em reunião descreve falhas no programa Sebraetec, voltado para atender micro e pequenos empresários por meio de empresas parceiras – Foto: Reprodução.

Nielton Soares

Um dos integrantes do conselho deliberativo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Goiás (Sebrae-GO) apontou irregularidades no programa Sebraetec. O relatório descreve que há a indícios que consultores e empresas receberam favorecimento durante escolha para prestarem consultorias. Por nota, o Sebrae informou que "fora apresentado por um de seus membros um relatório intitulado 'Possíveis Inconsistências no Programa Sebraetec'. 

O texto foi divulgado pelo conselheiro Marcelo Moura, na nova reunião do colegiado da instituição, que aconteceu no dia 17 de setembro, tendo como principal pauta o relatório elaborado pelo conselheiro.

O Sebraetec trata-se de um programa nacional com objetivo de auxiliar micro e pequenos empresários na promoção de ações de inovação, que para haver a participação, devem entrar em contato com o Sebrae, que faz um diagnóstico e envia para as empresas parceiras do projeto. 

A partir disso, as empresas parceiras apresentam soluções e orçamento ao cliente, com valor subsidiado pelo Sebrae em até 70%, já as empresas que prestarão o serviço deveriam ser escolhidas por rodízio informatizado, algo que o relatório indica que não estava ocorrendo. 

Outra irregularidade apontada pelo conselheiro foi um exemplo de uma empresa que recebeu aproximadamente R$ 2 milhões da instituição, por um ano, e tem como sede um apartamento residencial. 

Nota Oficial

Em reunião ordinária do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae Goiás fora apresentado por um de seus membros um relatório intitulado “Possíveis Inconsistências no Programa Sebraetec”. 

De imediato, o Conselho Deliberativo determinou à Diretoria Executiva a apuração dos fatos constantes no relatório. Por se tratar de um programa de âmbito nacional, a Diretoria Executiva protocolou ofício junto ao Sebrae Nacional, solicitando auditoria completa no programa, no intuito de garantir maior efetividade e transparência na apuração. 

O relatório final ainda está sendo concluído pelo Sebrae Nacional e, tão logo seja encaminhado ao Sebrae Goiás, o assunto será novamente tratado no âmbito do Conselho Deliberativo Estadual.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar