22 de maio de 2019 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.EUR.valor | number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cultura
Saúde
18-04-2019 | 14h45
Nutricionista alerta sobre consumo de produtos “sem lactose” por intolerantes
Ingestão desse tipo de alimento pode causar ainda mais irritação ao intestino

Da Redação

Dados da pesquisa Datafolha (2017) mostram que cerca de 35% da população brasileira, com idade acima de 16 anos - 53 milhões de pessoas -, tem algum tipo de desconforto digestivo após o consumo de derivados do leite. Com isso, o mercado dos produtos chamados “sem lactose” tem crescido no Brasil. Mas eles são realmente a melhor opção? De acordo com a nutricionista e pesquisadora Aline Quissak, produtos “sem lactose” nada mais são que os produtos tradicionais derivados do leite com a enzima lactase. “Esses alimentos são os mesmos derivados do leite, a diferença é que neles é adicionada uma enzima química que digere a lactose, ao invés dessa função ser feita pelo seu intestino”, explica.

O intolerante a lactose é um paciente que tem pouca ou nenhuma facilidade de digestão do açúcar natural do leite, a lactose. Com isso, o intestino requisita mais força e água para auxiliar sua digestão, ficando ainda mais irritado e podendo causar diarreia, gases, flatulência e mal-estar. O problema, segundo a nutricionista, é que ao consumir esse tipo de alimento, podemos causar ainda mais desconforto ao organismo, que já está sobrecarregado: “Ao adicionar a enzima química, acabamos atrapalhando ainda mais o intestino, que já está inflamado e irritado; por isso, não aconselho aos pacientes que tem intolerância a consumir esses produtos”, avalia.

A melhor solução para esses casos é, com um tratamento adequado, tentar cicatrizar o intestino; optar por produtos com base de leite vegetal ou alimentos que sejam produzidos com o leite animal, mas naturalmente não tenham a lactose, como os famosos queijos maturados (meia cura, canastra). Outro empecilho para quem sofre com a intolerância é o custo, já que os leites vegetais tem valores bem mais altos. A dica da nutricionista nesse caso é tentar substituir o leite por outros alimentos: “Por exemplo, não precisamos adicionar leite em todas as preparações de bolo. Podemos usar suco de fruta, como o de maçã, que é neutro e traz umidade e maciez para a massa”, completa. 

(62) 3095-8700