Terça-feira, 20 de outubro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cultura

Live action de Mulan não arrecada o esperado na China

Postado em: 14-09-2020 às 16h30
Um dos motivos principais é o posicionamento político do diretor e atriz que interpreta a protagonista/ Foto: Reprodução

Jyeniffer Taveira

Após ter o lançamento adiado várias vezes devido a pandemia do Covid-19, a live action do clássico da Disney, Mulan, finalmente estreou na China, em alguns locais o filme foi disponibilizado apenas por canais fechados. A arrecadação entre os dias 11 e 13 de setembro estava prevista para alcançar pelo menos R$ 30 milhões, entretanto as bilheterias ficaram com cerca de $ 23 milhões.

Dirigido por Niki Caro e protagonizado pela popular atriz chinesa Liu Yiefei, a trama de uma jovem que se disfarça de homem para lutar no exército imperial foi controversa na vida real e desencadeou protestos nas redes sociais.

O boicote ao filme começou quando a atriz principal expressou apoio à força policial de Hong Kong, acusada de reprimir brutalmente o movimento pró-democracia da cidade. Seus comentários provocaram uma reação online sob a hashtag #BoycottMulan. Nas últimas semanas, a campanha online foi revivida.

De acordo com a diretoria da Disney, os números das últimas semanas são satisfatórios e em relação aos agradecimentos dolonga ao governo de  Xinjiang, província acusada de violações aos direitos humanos, informaram que é comum o agradecimento aos governos onde foram realizadas gravações.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar