Sábado, 19 de outubro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Ney Franco evita extracampo e analisa vitória sobre o Cuiabá

Postado em: 19-09-2019 às 15h20
Treinador também comentou sobre a decisão de substituir Lauro Martins na partida de ontem - Foto: Rosiron Rodrigues / Goiás EC

Victor Pimenta

O começo da semana no Goiás Esporte Clube não foi dos melhores. Protestos contra a diretoria, vandalismo e pichação nos muros da Serrinha foram alguns fatores que influenciaram na curta preparação e no pouco tempo do time esmeraldino para a partida contra o Cuiabá, pela Copa Verde. Apesar de tudo isso, Ney Franco não acredita que o extracampo fosse a principal dificuldade, mas sim o time cuiabano dentro das quatro linhas.

"O problema maior é o adversário, jogamos com um time bom, um adversário bem postado. Embora disputemos Série A e enfrentamos uma equipe de Série B, o Cuiabá é uma equipe bem treinada e assim como nossa equpe, a deles mudou totalmente a equipe com que vem jogando e mesclou alguns jogadores. Mas as dificuldades, a gente teve os problemas para armar, apenas um problema tático que foi ontem e mesmo assim trinta minutos de trabalho para o ajuste da equipe, mas a dificuldade maior é a qualidade do adversário que vem jogando uma excelente Série B e é candidatíssimo a subir", disse o treinador.

Ney Franco foi o treinador na vitória de ontem sobre o Cuiabá, mas estar no campo não foi decisão dele. O técnico que treina o time da Série A, acabou substituindo Lauro Martins, quem comanda a equipe na Copa Verde desde o começo. Ney Franco explicou o porque dessa mudança para a partida.

"Em relação a decisão de dirigir o time hoje, inclusive eu tinha falado com vocês que o Lauro dirigia até a final, foi uma reunião com a direção do clube. Juntamente conosco chegamos a uma definição da importância de se conseguir esse título, a justificativa é justamente na próxima temporada. Se conseguirmos o título, a equipe entrar já direto nas oitavas da Copa do Brasil. Sabemos no futebol que a programação ela é flexível, porque depende muito de variáveis, principalmente de resultados. Então, eu sou um funcionário do clube e estou abaixo da decisão da direção. Logicamente que acatei indo para o campo e trabalhando e vim para o jogo com a intenção de vencer, dar o primeiro passo para a classificação, conseguimos a vitória com um placar mínimo que nos leva com uma pequena vantagem pro jogo de volta. Então acho que a decisão da diretoria foi acertada". 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar