Quarta-feira, 12 de agosto de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Marcelo Almeida lamenta atraso das obras na Serrinha: “Eram para estar mais adiantadas"

Postado em: 07-07-2020 às 13h55
Com a arquibancada leste concluída, capacidade do estádio Hailé Pinheiro aumentará para catorze mil pessoas – Foto: Rosiron Rodrigues / Goiás EC

Victor Pimenta

Enquanto o futebol não volta, o Goiás tenta acelerar o processo da finalização das obras da Serrinha. O clube voltou a mandar os jogos no Campeonato Goiano e aos poucos vai se modernizando com o projeto de ampliação e modernização do estádio.

No canal do youtube do próprio Goiás, o presidente Marcelo Almeida é quem mostra as atualizações rotineiras na Serrinha. A arquibancada leste (lado da rua S5) já está 90% concluída faltando somente a cobertura. A previsão é de até 40 dias. Com a conclusão da arquibancada, a capacidade da Serrinha subirá para catorze mil pessoas.

“Estamos fazendo nossa visita rotineira no canto de instalações das obras da Serrinha para mostrar para você qual foi, qual está sendo a novidade da semana”, disse Marcelo Almeida, que na sequência apresentou Andrey Azeredo, gestor público e torcedor esmeraldino para falar das obras no estádio.

“Primeiro parabéns Marcelo por esse arrojado projeto. Vejo que a nação esmeraldina está muito contente e com a expectativa muito grande de poder de fato estrear a nova etapa da arena, a nossa casa que traz tanta alegria, que faz com que o time jogue até diferente, eu vejo. Até a torcida sempre muito próxima. Obrigado pelo convite e estou vendo iniciar a semana vendo uma obra desse tamanho sendo realizada com muito planejamento e responsabilidade, porque estamos numa pandemia, mas todos tendo cuidados, vocês cumprindo, exigindo os EPI’s, cuidando do ser humano que está contribuindo com o Goiás”, ressaltou o gestor.

Nesta segunda-feira (6), o presidente Marcelo Almeida pediu ao prefeito Iris Rezende uma autorização especial para que o clube volte ao andamento das obras na Serrinha, sem interrupção a partir do dia 14 de julho, quando se encerra o primeiro período de suspensão das atividades. Porém, o dirigente esmeraldino teme que um novo decreto que sairá nesta quarta-feira (8), possa novamente interromper as obras em andamento do clube.

“Interessante dizer que essa pandemia atrapalhou muito o nosso projeto. Essas obras eram para estar muito mais adiantadas do que estão e a gente se encontra muito ansioso porque amanhã o governador provavelmente vai promover um novo decreto e estou com muito receio que nesse decreto a gente seja novamente proibido de dar continuidade das nossas obras e se isso acontecer, vai acontecer um novo atraso e infelizmente essas obras eram para estarem muito mais adiantadas”, disse o presidente esmeraldino.

Desafio Capital

Visando o início do Campeonato Brasileiro na Série A, o Goiás segue na preparação fora de seus domínios e com a incerteza do torneio amistoso na capital goiana, o time já tem seu primeiro jogo-treino agendado. No dia 18 de junho, o time irá enfrentar o Capital CF, de Brasília, no Centro de Treinamento do próprio clube.

A equipe do Distrito Federal se classificou para a segunda fase no estadual e tem jogadores conhecidos com passagens pelo futebol goiano, como: os meias Rodriguinho, ex-Goianésia e Robert, ex-Aparecidense, além do atacante Américo.

Depois de enfrentar o Capital CF, o Goiás ainda planeja fazer mais dois amistosos antes do início do Brasileirão. O primeiro jogo oficial deve acontecer no dia 8 ou 9 de agosto, tendo o São Paulo como adversário.  

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar