Terça-feira, 22 de outubro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Gastronomia

Conheça alguns alimentos que auxiliam a parar de fumar

Postado em: 27-08-2019 às 18h55
Especialista afirma que uma dieta adequada pode não apenas ajudar a vencer o hábito, como também a combater possíveis efeitos colaterais do processo

Da Redação 

Abandonar alguns maus hábitos é essencial para uma boa qualidade de vida, e entre os vícios mais prejudiciais à saúde está o fumo. Com o objetivo de reduzir o número de fumantes ativos, é celebrado na próxima quinta-feira (29) o Dia Nacional de Combate ao Fumo, instituído em 1986 pela lei nº 7488.  Segundo pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2019, mais de 90% da população brasileira não tem o hábito de fumar.

Nos últimos 12 anos, a quantidade de pessoas que fumam caiu 40% no país. Em 2006, os fumantes eram 15,6% da população, de acordo com a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel).

Mesmo com a grande redução nos números de fumantes, existem aquelas pessoas que desejam sair do vício, mas não conseguem. Segundo a professora, do curso de Nutrição da Faculdade Estácio de Goiás, Sandra Oliveira, além da força de vontade e dedicação, uma dieta adequada pode não apenas ajudar a vencer o hábito, como também a combater possíveis efeitos colaterais do processo, como ansiedade, depressão, aumento de peso, compulsão por doces, entre outros. 

A professora Sandra comenta que a ansiedade é um dos principais fatores que atraem as pessoas ao fumo. “Para combater ou ao menos controlar a ansiedade existem técnicas que são alcançadas com práticas de exercícios físicos, organização da vida cotidiana, tempo regular de sono e a alimentação menos calórica. Nesse último ponto percebe-se que reduzindo alimentos energéticos ou que contenham substâncias reguladoras, o organismo será menos exigido e a sensação de satisfação poderá reduzir a busca por substâncias controladoras desse sintoma. O uso de alimentos funcionais permite que a sensação de ansiedade e angústia se reduzam”, explica.

A alimentação é um processo coadjuvante para quem deseja largar o vício para trás, como afirma Sandra. “É importante evitar os exageros dos alimentos industrializados, pois além de conterem calorias extravagantes, se associam às substâncias que são maléficas ao corpo. O cigarro pode ser o causador de muitos tipos de câncer, mas o alimento pode também estar carregando uma estatística absurda a esse respeito. Alimentos defumados como é costume nas preparações de carne ou mesmo uso de realçadores de sabor ou conservantes induzem a esse desequilíbrio orgânico e avassalador aos tecidos. Assim a proposta mais adequada é a busca do equilíbrio, por mais difícil que possa parecer”, orienta a professora.

A especialista preparou algumas dicas de alimentos que auxiliam na desintoxicação do tabaco.

 Cenoura:  O alimento rico em vitaminas que minimiza a produção de radicais livres provocados pelo tabaco

Gengibre: A raiz possui substâncias que possuem a ação antioxidante e melhora o funcionamento dos sistemas respiratórios e circulatórios

Abóbora: A semente ajuda a eliminar as toxinas do corpo e a controlar a compulsão por doces durante as crises de abstinência

Laranja: Rica em vitamina C, a laranja possui nutriente antioxidante. Por isso, ajuda na prevenção do aparecimento de substâncias cancerígenas no organismo

Alho: Auxilia na remoção do excesso de muco na cavidade torácica, o que contribui para expulsar as toxinas do cigarro. Ele também contém outros nutrientes, como vitaminas A, potássio e fósforo

Água: Esse é o líquido de ouro para parar de fumar. Beba muita água para eliminar as toxinas causadas pelo fumo. Além disso, a água ajuda a controlar a compulsão por doces, que pode surgir nesse período.

A professora ainda orienta que o exagero pela compulsão alimentar quase sempre está associado à desidratação do tecido. “A correta hidratação reduz toxinas e ainda equilibra o apetite. Após essas dicas é importante frisar que nada é resolutivo por si só, são atitudes que associadas contribuem para afastar a ansiedade, o sintoma mais expressivo que culmina com o extravagante hábito de fumar”, finaliza.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar