Sábado, 24 de outubro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Mulheres

EUA aprova tratamento revolucionário contra as celulites

Postado em: 04-09-2020 às 14h45
O tratamento não cirúrgico é capaz de reduzir as reações da celulite em até dois estágios. -Foto: Reprodução/Internet

Ana Julia Borba 

Nesta semana foi aprovado pela agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos, a Food And Drugs Administration (FDA), um produto capaz de reduzir as celulites em até dois estágios. O tratamento não cirúrgico, foi desenvolvida pelo laboratório Endo Intestinal com o nome de QWO, e a técnica consiste em injeções contendo uma enzima chamada colagenese.

O procedimento é feito em clinicas, e as sessões são realizadas a cada 21 dias. O novo tratamento é capaz de destruir as fibroses que compõem a celulite, dissolvendo-as e com isso os furos são eliminados da pele. Os efeitos colaterais relatados pelas usuárias foram dores e hematomas na região da aplicação.

Nove em cada 10 mulheres acima de 30 anos possuem um incomodo em comum, sendo ele problemas relacionados a celulite. O incomodo é recorrente no mundo feminino, e grande maioria das mulheres buscam tratamentos estéticos para amenizar o problema em questão.

Em um sentido padronizado, a celulite é considerada como uma consequência de maus hábitos alimentares e sedentarismo. Entretanto, ela é uma ação natural do corpo, podendo aparecer por fatores hereditários, problemas hormonais e problemas de circulação envolvidos. “Não é garantido que o estilo de vida saudável impeça seu surgimento”, diz a dermatologista Flavia Ravelli, da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Movimento feminino

Assim como a estria, a celulite tem sido um fator problemático no mundo feminino, agindo de forma negativa. Além dos procedimentos superficiais e por muitas vezes dolorosos que as mulheres passam para amenizar a reação do corpo, a insegurança instalada pelo sistema padronizado nessas mulheres é recorrente.

Por essa razão, mulheres consideradas ícones no movimento feminino, frequentemente resistem em suas redes sociais pela mudança da rejeição a celulite. A cantora Demi Lovato por exemplo postou uma foto do seu corpo sem photoshop e edições; “Uma foto minha de biquíni sem edição. E adivinhem: é celulite!”

O movimento “Body Positive” descreve de forma bem direta a aceitação em relação a esses fatores. O movimento tem como foco mostrar para as mulheres que o Body Positive nada mais é do que ter um olhar sincero e amoroso com o seu próprio corpo, seja ele gordo, magro, com estrias e celulites. A ideia principal é ressaltar que todos os corpos são bonitos acima de qualquer coisa.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar